Um pouco sobre Luz : Fotografia e Maquiagem

Ensaios externos, dicas de como fazer uma boa foto
06/14/2017

Não há nada mais em comum entre a arte da fotografia e a arte da maquiagem do que a iluminação. Infelizmente muitas pessoas ignoram o fato de que na verdade é o fator mais importante. Na fotografia isso parece óbvio pois como o próprio nome já diz, fotografia sígnica “escrever com luz”. Já na maquiagem sua importância está na percepção das cores e dos detalhes. Trocando em miúdos. Tanto na fotografia como na maquiagem a luz é importante pois é ela que vai definir a qualidade final de todo o processo. Duvida ?! Vou explicar o porque.

Pra começo de conversa vamos entender o é a luz.

Do ponto de vista da física a Luz são ondas eletromagnéticas, ou partículas de fótons, perceptíveis pela visão humana. Em outras palavras, luz é aquilo que podemos ver e é ela a responsável pela percepção de cores e sombras. Normalmente utilizamos luz artificial para composição tanto da fotografia quanto da maquiagem, então vamos falar dela.
A luz artificial é essencial para a confecção de uma boa maquiagem, pois é dela que depende toda composição de cores e sombras. A melhor luz para maquiagem na verdade não tem tanto a ver com a cor da lâmpada. Tem mais relação com uma característica que é a capacidade de reproduzir as cores com fidelidade.

A luz é essencial para a confecção de uma boa maquiagem,
pois é dela que depende toda percepção de cores e sombras.

 

O local no qual a pessoa se maquia precisa ter iluminação especial para garantir que a maquiagem fique como desejada e com as cores corretamente percebidas. Dessa forma, não se corre o risco de passar um batom vermelho em casa e ao sair na rua, perceber que ele era outra cor.O efeito da aplicação da maquiagem pode ser diferente quando visto num ambiente fechado, de luz artificial (lâmpadas) e quando visto na rua (luz do sol).

O ideal é que a luz seja distribuída sobre o local a ser maquiado de forma uniforme e por todos os lados. Lâmpadas “quentes” (incandescentes) em volta do espelho (tipo camarim) são uma opção bem difundida, mas apresentam um problema pois esse tipo de lâmpada esquenta. Uma opção pode ser o mesmo tipo de instalação utilizando lâmpadas fluorescentes, que não aquecem, porém deve-se atentar para a qualidade de reprodução das cores.

As cores são determinadas pela luz que ilumina a superfície das coisas, no caso da maquiagem a qualidade de sua coloração será determinada pela luz que incide sobre a pele na qual ela foi aplicada. Resumindo: a maquiagem feita num ambiente sob determinada luz, pode ser diferente da que se vê em outro ambiente. Fato.

Também existem variações de temperatura de cor na luz natural. De manhã cedo a luz solar tem um tom mais avermelhado, mais quente. À medida que o dia vai passando, a posição do sol vai mudando e a luz vai ficando mais amarela até se tornar bem branca, ao meio dia. Depois volta a ficar alaranjada no final do dia. Em um dia nublado, a luz solar fica com um tom quase azulado devido à difusão na atmosfera.

A luz incidindo de forma indireta evita a formação de sombras que poderia esconder algum detalhe da pele ou maquiagem. Deve-se fazer o uso de lâmpadas com um Índice de Reprodução de Cores (IRC) alto, que precisa estar acima de 80. Temos como exemplo as lâmpadas incandescentes de bulbo leitoso (figura ao lado) com IRC próximo de 100. Uma opção interessante pode ser o uso conjunto de lâmpada incandescente com fluorescente para dar um equilíbrio. Na dúvida, um profissional de iluminação pode ajudar.

É devido a essas nunces de luz que, por exemplo, a maquiagem usada a noite é mais intensa e marcada que a maquiagem usada ao dia, por exemplo.
Então não podemos ignorar que quando se deseja ter um bom resultado, tanto na fotografia quanto na maquiagem, um dos principais cuidados que se deve tomar é com a luz do ambiente utilizado para se maquiar e fotografar.

Fonte: http://ewertonimagens.blogspot.com.br/